Archive

Archive for the ‘futebol’ Category

As 10 maiores vendas do futebol

Cristiano Ronaldo (94 milhões de euros)
Cristiano Ronaldo (94 milhões de euros)

Leia mais…

Vídeos: Gols Perdidos Incríveis

Manchester United aceita oferta do Real por Cristiano Ronaldo

junho 11, 2009 2 comentários

O Manchester United aceitou uma oferta de 80 milhões de libras (89 milhões de euros) do Real Madrid pelo meia-atacante português Cristiano Ronaldo, informou hoje o clube inglês em seu site, que qualifica a proposta de “recorde mundial”.

O próprio Manchester qualifica a proposta de recorde mundial, o que é verdade, pois supera a contratação do meia francês Zidane pelo mesmo Real, em 2001, do Juventus, da Itália, no valor de € 72 milhões (R$ 197 milhões).

Na segunda-feira, o clube espanhol confirmou o acerto com o meia brasileiro Kaká, que estava no Milan, e foi o melhor jogador do mundo em 2007, por € 65 milhões (R$ 177,7 milhões).

Site do Manchester: ManUtd.com

Conheça Gabiru, Cocada e outros “13 heróis que vivem de um gol”

junho 10, 2009 3 comentários

Cocada - Vasco

Cocada - Vasco

Lateral-direito mediano, Cocada marcou o gol do título carioca do Vasco contra o Flamengo, em 88. Irmão de Müller, campeão mundial com o São Paulo, entrou em campo aos 41min do segundo tempo e encontrou as redes três minutos depois e foi expulso na comemoração. Com um drible seco em Edinho e um chutaço de longe, escreveu seu nome na história do Clássico dos Milhões.

Vivinho – Vasco
Capitão, volante da Portuguesa, sempre foi considerado um grande marcador. Só não pôde conter Vivinho, em 89, em jogo do Campeonato Brasileiro em São Januário. O vascaíno deu três chapéus no mesmo marcador e fez um golaço. A obra-de-arte rendeu placa para o jogador.

Arinélson – Santos
Carente de ídolos em razão da venda de Giovanni, em 96, para o Barcelona, a torcida santista logo se encantou com Arinélson, que apareceria no ano seguinte. Trazido por Luxemburgo, o jogador revelado pelo Iraty driblou quatro adversários do Vasco e fez um lindo gol na Vila Belmiro.

Dutra – Santos
Dutra, hoje no Sport, viveu seus 15 minutos de fama também na Vila Belmiro. Há 12 anos, o lateral-esquerdo fez o gol que Pelé não conseguiu. Do meio-campo, ele encobriu o goleiro do Bahia e foi premiado com uma placa.

Ricardo Lopes – Portuguesa
Depois de passar pela Portuguesa, Ricardo Lopes jogou por Flamengo e Internacional, mas ficou mesmo lembrado é por um gol marcado contra o São Paulo. No dia em que a Lusa bateu o São Paulo por 7 a 2, em 98, o volante marcou do meio-campo, meio sem querer. Mas um golaço.

Moraes – Santos
Mais uma aposta de Luxemburgo na Vila Belmiro, o atacante Moraes saiu do banco de reservas para fazer, de cabeça, o gol do título paulista de 2007, em decisão contra o São Caetano. Foi seu penúltimo com a camisa do clube. Depois de passar pela Ponte Preta e treinar em separado por alguns meses no Santos, tenta recuperar a carreira no Santo André.

Didi – Corinthians
Didi apareceu no Corinthians em 98 e, na falta de bons atacantes, foi titular ao longo de quase toda a temporada. Sumiu do cenário nacional logo depois, mas ficou marcado por um gol de placa contra o São Paulo, na final perdida do Campeonato Paulista naquele ano. Deixou um zagueiro no chão e encobriu Rogério Ceni.

Pedro Junior - Grêmio

Pedro Junior - Grêmio

De um lado, Tinga, Fernandão e Rafael Sobis, nomes do Internacional, campeão mundial de 2006. Do outro, um time modesto do Grêmio, liderado por Mano Menezes. Foi sob essas condições que o atacante gremista Pedro Júnior fez seu nome, marcando o gol do título gaúcho daquele ano. O jogador desviou, de cabeça (ou nuca), um cruzamento certeiro de Marcelo Costa, ainda que nunca mais tenha brilhado.

Henrique – Vasco
Se o Vasco não foi rebaixado quatro temporadas antes de 2008, isso se deve, em grande parte, ao zagueiro Henrique. Na reta final do Brasileiro daquele ano, o jogador marcou um gol heróico, de cabeça, contra o Atlético-PR, mantendo os vascaínos na elite nacional.

Adriano Gabiru - Internacional

Adriano Gabiru - Internacional

Poucos jogadores conheceram os opostos do futebol tão rapidamente quanto Adriano Gabiru. Odiado pela torcida do Inter, ele saiu do banco de reservas para fazer, contra o Barcelona, o gol mais importante da história colorada. Desde então, sua irregular carreira só decaiu, mas nem assim deixou de ter o nome marcado para sempre no Beira-Rio.

Bujica – Flamengo
O Clássico dos Milhões entre Vasco e Flamengo marcava a estréia de Bebeto com a camisa vascaína, em 89. Ao fim da partida, todos só queriam saber do jovem atacante Bujica, então com 20 anos. Pouco falado, ele marcou duas vezes, antes de ver sua carreira se apagar pelos anos seguintes.

Revetria – Cruzeiro
Ao contrário dos outros nomes da lista, Revetria não ficou famoso por um gol, mas sim por três. Na final do Campeonato Mineiro de 77, o uruguaio quase anônimo arrasou com o Atlético-MG, marcando seu nome na história do clássico mais importante de Minas Gerais.

Josimar - Seleção Brasileira

Josimar - Seleção Brasileira

Caso clássico na relação, Josimar entrou para a história em grande estilo, em Copa do Mundo. Acertou dois lindos chutes, contra Irlanda do Norte e Polônia, e chamou a atenção do planeta no Mundial de 86. Convocado às pressas em razão do corte de Édson Boaro, o lateral-direito pouco brilhou após os gols.

Léo – Guarani

Com um lindo chapéu em cima do zagueiro Batata, o atacante Léo, do Guarani, calou um Pacaembu lotado de torcedores corintianos. Foi o grande brilho da carreira do atacante, que jamais repetiu algo parecido pelos clubes em que passou.

Dario Gigena - Ponte Preta

Dario Gigena - Ponte Preta

O atacante Dario Gigena escreveu seu nome no clássico de maior rivalidade do interior de São Paulo. Com a camisa da Ponte Preta, fez simplesmente três gols contra o rival Guarani, durante o Brasileiro de 2003. Virou mito em Campinas, mesmo sem fazer mais nada relevante em seguida.

Categorias:futebol Tags:, , , ,

Curiosidades do Futebol

01 – O Grêmio já jogou três partidas oficiais em um único dia: em 11 de dezembro de 1994. Grêmio 0-0 Aimoré, Grêmio 4-3 Santa Cruz, Grêmio 1-0 Brasil de Pelotas.

02 – Portuguesa de Desportos e Botafogo-RJ jogavam pelo Torneio Rio-São Paulo de 1954, no Pacaembu. Mas a partida acabou aos 31 minutos do segundo tempo porque os 32 jogadores acabaram expulsos. A confusão começou com o zagueiro Thomé, do Botafogo, que tentava cobrar um tiro de meta enquanto o atacante Ortega, da Lusa, catimbava, tentando ganhar tempo. Os dois discutiram, trocaram socos e pontapés e acabaram envolvendo os outros jogadores.

03 – O Primeiro clube gaúcho a excursionar pelo mundo não foi nem o Grêmio, nem o Inter… Foi o EC Cruzeiro, de Porto Alegre/RS. Na primeira excursão, realizada de 24 de novembro de 1953 a 29 de janeiro de 1954 foram visitados seis países (Espanha, França, Itália, Suíça, Israel e Turquia).

04 – Corinthians e os 103 gols em 28 jogos:  Na conquista do Campeonato Paulista de 1951, o time paulista marcou 103 gols em apenas 28 jogos. O centésimo gol foi marcado por Carbone, parceiro de Cláudio, Luizinho, Baltazar e Mário no mais infernal ataque da história corintiana.

05 – Pelé marcou 1.284 gols em 1.376 jogos. (0,93/jogo) 1.091 gols foram pelo Santos.

06 – Maior goleada do futebol no Brasil: Botafogo 24×0 Mangueira. Maior goleada do Campeonato Brasileiro: Corinthians 10 x 1 Tiradentes/PI.

07 – O Paraná Clube é o time brasileiro com o maior numero de fusões. Vamos Lá: Em 1914, Leão FC e o Tigre FC formaram o Britânia. Neste mesmo ano nasceu o Savóia. 1915 nasce o Água Verde que é incorporado pelo Savóia em 1920, surgindo da fusão o Palestra Itália. Em 1930, nasce o Ferroviário e, na Segunda Guerra mundial, o Palestra Italia troca de nome para Paranaense, que muda o nome para Comercial e depois Palmeiras. Em 1942, o Savóia troca o nome para Brasil. Com o fim da guerra, o Palmeiras volta a ser Palestra e o Brasil muda o nome para Água Verde. Em 1971, Britânia, Palestra Italia e Ferroviário fundem-se para formar o Colorado. No mesmo ano o Água Verde passa a se chamar Pinheiros. Em 19 de dezembro de 1989, Colorado e Pinheiros dão origem ao Paraná Clube.

07 – O ABC, de Natal, é uma homenagem ao tratado diplomático entre a Argentina, Brasil e Chile.

08 – O Corinthians ficou 11 anos sem ganhar do Santos. O tabu, de 22 jogos, só caiu na noite de 06/03/1968, com uma vitória por 2 x 0, com gols de Paulo Borges e Flávio.

09 – O clube com maior número de títulos nacionais é o Linfield, da Irlanda do Norte, com 77. Em segundo está o Rangers, da Escócia, com 74.

10 – Na Copa do Mundo de 1934 o Brasil passou da primeira fase sem jogar, pois o Peru, seu único adversário, desistiu.

11 – O goleiro mais gordo da história foi Foulke, jogador do Bradford City, clube Inglês. Media 1,90m, pesava 141kg e, no final da carreira, chegou a jogar com 165kg.

12 – A primeira partida de futebol televisionada em cores no Brasil, foi entre dois times gaúchos, Caxias do Sul e Grêmio, em 19 de fevereiro de 1972, em Porto Alegre.

13 – As traves passaram a fazer parte do campo de futebol em 1875, para substituir as fitas de tecido que uniam duas traves laterais, e só 15 anos mais tarde foram colocadas as redes nos travessões.

14 – O campeonato que reúne o maior número de clubes em todo o mundo é a Copa da Inglaterra: Nada menos que 500!

15 – Jogador mais idoso a marcar gol em Copas: Roger Milla – Camarões – 42 anos e 39 dias no jogo Rússia 6 x 1 Camarões (1994).

16 – Jogador com mais gols em Copas: Ronaldo – Brasil – 15 gols (1998, 2002 e 2006). Jogador com mais gols numa única Copa: Just Fontaine – França – 13 gols (1958).

Conhece outras curiosidades interessantes? Comente ai.

Categorias:futebol Tags:,

Flamengo Fail

Flamengo Fail

Flamengo Fail

Categorias:futebol, humor Tags: